Informe o código do produto ou pesquise pelo nome

POR: Biancogres

Optar pelo piso sobre piso pode ser uma ótima solução para as reformas. Afinal, evita uma série de transtornos, como a produção e descarte de entulhos, acelera o tempo de execução e até deixa a obra mais econômica.

E muitos nos perguntam: é possível fazer piso sobre piso, utilizando uma nova camada com porcelanato? E a resposta é: sim, é possível. Porém, antes de optar pelo piso sobre piso, é preciso avaliar alguns itens importantes.

Neste conteúdo você vai descobrir se a sua reforma pode ter piso sobre piso e como fazer o procedimento correto. Acompanhe!

Analise a aderência do piso

O primeiro ponto a ser observado é a aderência do piso na base do assentamento. É fundamental que todas as peças estejam bem fixas. Então, analise visualmente se há alguma peça soltando.

Utilize um cabo ou bastão de madeira (pode ser um cabo de vassoura) e dê batidinhas leves sobre vários pontos de cada peça. Se ouvir um som oco, é sinal de que aquela peça não está bem assentada. Nesse caso, é preciso removê-la para regularizar o assentamento.

Leve em consideração a quantidade de piso comprometido

Se ao observar a aderência do piso antigo você percebeu que mais de 50% está com problema, não vale a pena optar pelo piso sobre piso. Isso porque os custos com mão de obra, materiais e o tempo de execução da sobreposição seriam mais elevados que a retirada total e o assentamento de um piso novo. Além disso, o risco do seu assentamento ser prejudicado pelos problemas do piso antigo são grandes.

Verifique a estrutura

Outro ponto de extrema importância a ser observado antes de optar pelo piso sobre piso é se a estrutura suporta o peso. Afinal, por se tratar de uma sobreposição, é preciso considerar o peso de mais uma camada de piso, que é uma carga extra. Esta avaliação deve ser feita no local da obra, por um profissional responsável.

Lave bem o piso anterior

Quando estiver tudo certo com o piso, é hora de começar a nova camada. Antes de mais nada, é preciso lavar muito bem o revestimento antigo. O ideal é utilizar um detergente específico para a limpeza de pisos. Caso o revestimento antigo tenha alguma cera na superfície, é preciso retirar com um removedor de cera e, em seguida, fazer a limpeza completa.

Utilize a argamassa correta

Existem diversas marcas que produzem a argamassa específica para o assentamento de piso sobre piso. É este tipo que precisa ser escolhido para fazer o procedimento. Caso contrário, as novas peças podem não ter aderência e soltar com facilidade, prejudicando a qualidade da obra.

Atente para os detalhes

Ao fazer o projeto de reforma, também é essencial não esquecer dos detalhes para que o novo revestimento fique perfeito. Por esse motivo, lembre-se de fazer as adaptações necessárias para ralos, caimento da água em banheiros e nas portas. Isso porque o piso sobre piso sobe o nível do chão e, na grande maioria das vezes é preciso fazer essas correções.

Como você viu, há detalhes que devem ser levados em consideração na hora de fazer um piso sobre piso. Além dos pontos mencionados, também é imprescindível que o novo revestimento seja de alta qualidade. Isso garantirá que o resultado seja de alto padrão e trará total satisfação depois do piso sobre piso.